Liga das Nações: Espanha goleia Alemanha por 6 a 0, se classifica à semifinal e elimina rival

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Espanha goleou a Alemanha de forma histórica por 6 a 0, nesta terça-feira, em Sevilha, e terminou em 1º lugar do grupo A4, conquistando a classificação à semifinal da Liga das Nações. Os alemães, por sua vez, foram eliminados.

Essa foi a pior derrota da Alemanha para a Espanha em toda a história do futebol. Além disso, os teutônicos não levavam um 6 a 0 desde 1934, quando perderam para a Áustria pelo mesmo resultado, e soe 1954.

O grande destaque da tarde acabou sendo o meia-atacante Ferrán Torres, jovem de 20 anos do Manchester City, que anotou nada menos que um ha trick e comandou o show dos donos da casa.

Em campo, o que se viu foi um passeio da Espanha desde o apito inicial.

Jogando fácil, a Roja criava chances com enorme facilidade, e o 1º gol até demorou para sair.

Aos 17, Fabián Ruíz cobrou ótimo escanteio e Morata apareceu bem nas costas de Sané para cabecear firme para o fundo das redes.

Os alemães ficaram totalmente desnorteados, e o time de Luis Enrique partiu para cima em busca de mais.

As oportunidades apareciam uma atrás da outra, e estava claro que a Espanha ampliaria o placar em breve.

Aos 33, Dani Olmo recebeu cruzamento e cabeceou no travessão. No rebote, Ferrán Torres acertou um voleio lindo para ampliar.

E a vontade era de goleada: apenas cinco minutos depois, mais um bom escanteio, e desta vez Rodri cabeceou para fazer 3 a 0.

Um baile em Sevilha!

A superioridade espanhola no 1º tempo ficou expressa nos números: 65% de posse de bola e 14 finalizações (sendo seis no gol), contra só um chute dos alemães!

Neuer ainda realizou três defesas difíceis e impediu que o placar ficasse ainda mais dilatado.

No 2º tempo, porém, o panorama em nada se alterou: os ibéricos seguiram em cima, e a Alemanha não demonstrava qualquer reação.

Logo no 1º ataque, a Roja quase ampliou, mas Neuer fez dois milagres e impediu.

Aos 10, porém, ele nada pode fazer quando Gayà arrancou em contra-ataque e rolou para Ferrán Torres só empurrar para as redes.

A fome espanhola era impressionante, e, com os teutônicos completamente entregues em campo, era só questão de tempo até saírem mais gols.

Aos 16, Fabián Ruíz arrancou e serviu Ferrán Torres, que chegou batendo colocado, no cantinho de Neuer, para completar seu hat trick.

Foi só depois dos 5 a 0 que a Alemanha foi esboçar alguma reação, com Gnabry disparando uma bomba no travessão de Unai Simón.

Mas ainda cabia mais para a Espanha: já nos minutos finais, Gayá recebeu ótimo lançamento e tocou para Oyarzabal fechar a humilhação: 6 a 0.

No final das contas, a superioridade ibérica foi tão grande que, se o placar tivesse sido 10 a 0, não seria exagero!

Leia também

© 2020 Todos os Direitos Reservados | TV Interativa