Notícias

Em Aparecida, João Neto denuncia ex-prefeito Júlio César por não repassar mais de R$ 177 mil ao INSS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O prefeito de Aparecida, João Neto (PL), mais uma vez externa a situação de irregularidade praticada pela ex-gestão do ex-prefeito, Júlio César Queiroga (PSD). Na semana passada, veio à tona a dívida deixada por Queiroga junto à Energisa no valor de R$ 201 mil.

Agora, a dívida da gestão passada é junto ao Instituto Nacional do Seguro Social – (INSS). Foi deixado de repassar o valor de R$ 177. 012, 54. “Destaco que no período que se acumulou o débito, a gestão passada tinha dotação financeira para que a dívida fosse paga. Porém, não honrou o compromisso do repasse, deixando de pagar o valor, os juros e as multas, o que acumulou problemas para o exercício da nossa gestão”, disse.

João Neto afirma que a atitude dificulta os avanços necessários nessa fase inicial, que são importantíssimos para o andamento dos trabalhos na cidade.

“Esse é um ato que se caracteriza como crime de improbidade administrativa. De acordo com o que já foi apurado, vamos entrar com uma representação pedindo ressarcimento através de um processo judicial contra o ex-prefeito”, pontuou João Neto.

Fonte: CONEXAOPB