Notícias

Fátima diz que Bolsonaro mente sobre transferência de verbas federais aos Estados

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Marcos Oliveira/Agência Senado

Governadora assinou nota com governadores repudiando declarações do presidente da República.

Além da nota conjunta assinada com 16 governadores sobre o uso de verbas federais, a governadora Fátima Bezerra (PT) disse hoje (1º) que 80% dos recursos citados pelo presidente Jair Bolsonaro como envio aos Estados “são oriundos das chamadas transferências constitucionais, ou obrigatórias, frutos da arrecadação de tributos dos próprios estados e municípios”.

“Ou seja: Não são verbas do Governo Federal! A União apenas recolhe e faz a redistribuição entre os estados e municípios”, disse a petista.

A governadora do RN fez uma comparação com as transferências do Estado aos municípios. “Da mesma forma ocorre com algumas transferências que fazemos aos municípios, como o ICMS, que também são obrigatórias e não uma decisão do Governo do Estado. E isso não é favor! Nem da União pros estados, nem dos estado pros municípios. Que visão mais arcaica, fisiológica, anti-republicana! Isso é dever, isso é pacto federativo, como determina a nossa própria constituição!”, escreveu Fátima Bezerra em mensagem nas redes sociais.

A governadora lamentou ter que responder o presidente no atual momento da pandemia. “Lamentável que neste contexto de calamidade, o país à beira de um colapso hospitalar, quando o que mais precisamos é de união e ações concretas para salvar vidas, tenhamos que vir a público desmentir um quadro de inverdades como esse”, afirmou.

Segundo Fátima Bezerra, a população espera um esforço extra dos gestores para aquisição de vacinas contra covid-19. “O que a população mais necessita agora é de vacina! É de uma força-tarefa para frear a pandemia o mais rápido possível! Não da propagação de mais desinformação. A prioridade, em todas as instâncias, deve ser salvar vidas!”, concluiu.

Folha Regional