Notícias

Adolescente testa positivo para Covid-19 três vezes na PB; suspeita de reinfecção é investigada

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Exames foram feitos com intervalos superiores a 90 dias, entre um e outro. Lacen-PB investiga se caso de trata de uma reinfecção ou infecção prolongada.

Adolescente testa positivo para Covid-19 três vezes na PB — Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

Uma adolescente de 14 anos recebeu diagnóstico positivo para Covid-19 após passar por três testes para detecção da doença, em intervalos superiores a 90 dias, na Paraíba. O Laboratório Central de Saúde do estádio (Lacen-PB) investiga a suspeita de que se trate de um caso de reinfecção pelo coronavírus.

Os três testes para detecção da doença foram realizados em laboratórios particulares, em João Pessoa (veja as datas abaixo).

  • 1º teste – 17 de junho de 2020
  • 2º teste – 17 de novembro de 2020
  • 3º teste – 26 de fevereiro de 2021

A diretora técnica do Lacen-PB, Dalane Loudal, explicou que ainda não é possível afirmar se o caso se trata de uma reinfecção, mas se encaixa como uma situação suspeita.

“São três exames com intervalo de mais de 90 dias [entre um e outro], o que caracteriza um caso suspeito de reinfecção. O que vai confirmar é o sequenciamento”, relatou Dalane.

Ainda conforme a diretora do Lacen, se os três resultados positivos tiverem sido causados por duas ou três variantes do coronavírus, o caso deve se tratar de uma reinfecção.

No entanto, se foram causados por uma mesma variante, pode se tratar de um cenário de excreção prolongada. Nesse caso, o paciente continua com a infecção por um tempo maior do que o convencional e expele partículas do vírus que são detectadas nos exames. Mas, sem necessariamente, ter a capacidade de transmiti-lo.A diretora informou que vai partir para a investigação epidemiológica das amostras, que serão solicitadas aos laboratórios em que os testes foram feitos.

Se houver carga viral suficiente, elas serão enviadas para a Fio Cruz, no Rio de Janeiro, ou o Instituto Evandro Chagas, no Pará, para que passem por um sequenciamento genético.

Ao todo, a Paraíba tem 11 variantes do coronavírus identificadas. Uma delas é a que circula no Amazonas. Um caso de reinfecção pela doença foi confirmado no estado. A paciente é uma médica de 37 anos que mora em Natal e trabalha também na Paraíba.

Fonte: G1 PB