Notícias

Pedido de crédito no BRB com taxa praticada para Flávio Bolsonaro comprar mansão cresce 234%

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Relatório interno do banco, ao qual a coluna teve acesso, aponta uma corrida de clientes para obter crédito imobiliário nas mesmas condições

A notícia de que o senador Flávio Bolsonaro está de mudança para mansão de R$ 6 milhões em área nobre de Brasília e as circunstâncias de financiamento do imóvel pelo BRB provocaram uma corrida por crédito nas mesmas condições que as autorizadas para o filho do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido).

Relatório interno do Banco de Brasília ao qual a coluna teve acesso demonstra que, na última semana, houve acréscimo de 434% nos acessos aos simuladores de crédito habitacional do BRB. E aumento de 234% nas propostas efetivamente enviadas ao banco que pedem empréstimo em condições semelhantes às de Flávio Bolsonaro.

O BRB, instituição financeira que tem como principal acionista o Governo do Distrito Federal, financiou R$ 3,1 milhões da casa nova de Flávio Bolsonaro, como revelou o site O Antagonista. A certidão do imóvel registrada em cartório aponta que a taxa praticada pelo Banco de Brasília na operação foi de 3,71% (mais o IPCA), com valor nominal de 3,65% (mais o IPCA).

Um dia antes de a notícia vir a público, em 28 de fevereiro, as consultas para crédito imobiliário atrelado ao IPCA somaram 314. No dia seguinte, 1º de março, quando a compra foi noticiada, saltaram para 1.060. Dia 2, chegaram ao pico de 3.001 simulações; e, nas 48 horas seguintes, totalizaram mais 4.733 consultas.

No caso das propostas, a semana passada registrou pico com até 20 pedidos de crédito no mesmo dia, quatro vezes mais (5 propostas) que nos dias de maior procura da semana anterior à revelação da compra da casa de Flávio Bolsonaro.

Por: Metrópoles