Notícias

Homem que matou vereador em São José de Piranhas é condenado a mais de 28 anos de prisão

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Henrique Mendes Cordeiro, de 20 anos, acusado de envolvimento na morte do vereador de São José de Piranhas, Ronaldo Cunha Pereira, assassinado aos 40 anos, foi julgado nesta quarta-feira (14). Ele foi condenado pelo Tribunal do Júri, presidido pelo juiz criminal, Ricardo Henrique Pereira Amorim, a 28 anos e seis meses de prisão, em regime fechado.

O júri iniciou por volta das 9h30 da manhã e se estendeu até por volta de 16h00. Vereadores fizeram questão de acompanhar o júri.

Henrique Mendes Cordeiro vai cumprir pena no Presídio Padrão de Cajazeiras. O réu já ficou preso um ano e sete meses, que deverá ser subtraído da pena total.

Ronaldo Cunha, que também era militar da reserva, foi assassinado na noite de 13 de setembro de 2019. Na época, ele exercia o primeiro mandato parlamentar. Segundo a polícia, dois indivíduos roubaram uma motocicleta e atropelaram uma pessoa durante a fuga. No impacto, os suspeitos caíram da moto e o vereador correu para socorrer a vítima, entretanto, foi alvejado com disparos de arma de fogo que atingiram o tórax. Em seguida, a dupla fugiu em direção ao município de Cajazeiras, sendo capturada pela Polícia Militar cerca de 30 minutos depois. O crime chocou a população de São José de Piranhas.

Outro denunciado, que na época era menor de 16 anos, foi apreendido e encaminhado para o Centro Educacional do Adolescente – CEA de Sousa/PB.

De acordo com a PM, os dois já possuíam passagem pela polícia. O adolescente é natural de São José de Piranhas e o jovem identificado como Henrique Mendes Cordeiro, é natural de Juazeiro no Ceará, porém residia em Cajazeiras. Ele é acusado de vários crimes, entre eles de esfaquear uma adolescente.

Radar Sertanejo