Notícias

ENFRAQUECIDOS, WILSON SANTIAGO E FILHO AMARGAM MAIS UMA DERROTA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Na data de 07 de maio de 2021 o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) afastou do comando da sigla o Deputado Wilson Santiago, após um problema de divergência com o diretório nacional do partido, por postura incompatível com os interesses da agremiação.
Essa situação foi veiculada em todas as mídias nacionais, e escancara o enfraquecimento dos SANTIAGOS tanto na política nacional, quanto na seara estadual, haja vista que o Deputado Wilson Santiago não é mais a pessoa que dita as ordens no seu próprio partido, sendo agora comandado dentro da legenda a qual era considerado “cacique”.
Os Santiagos amargam mais uma derrota. Em 2019, a Polícia Federal e a Procuradoria da República pediram a prisão preventiva do Deputado Wilson Santiago, porém o Ministro Celso de Melo determinou seu afastamento no lugar da prisão, tendo o parlamentar se “salvado” pelo Congresso Nacional.
O Deputado Estadual Wilson Filho, por sua vez, foi citado na Operação Calvário, por ter supostamente recebido propinas. Em 2018, a Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, denunciou 26 pessoas por organização criminosa com atuação junto ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Dentre elas, está o deputado estadual, na época federal, Wilson Filho (PTB-PB).
Em 2020, o candidato à reeleição a prefeito Segundo Santiago, sobrinho de Wilson Santiago e primo de Wilson Filho, perdeu a eleição para a então desconhecida politicamente, Leninha de Chico Romão (que nunca havia sido sequer síndica de um prédio) mesmo estando com a Prefeitura, o Governo do Estado e dois deputados, estadual e municipal nas suas mãos.
Observa-se então que a vida política dos Santiagos está franco declínio, motivo pelo qual muitos comentam inclusive que os Santiagos terão muita dificuldade para se elegerem em 2022, havendo que acredite que Wilson Santiago não mais concorrerá à cadeira no Congresso.
O fato é que a vida política dos Santiagos está fragilizada, sendo certo que outra derrota no ano de 2022 poderá sepultar parcial ou totalmente a história política do grupo. O futuro é quem dirá!

Blog do Silvano Dias