Notícias

E tome aumento: Com novo reajuste, preço de botijão de gás pode custar até R$ 106 no RN – VEJA VÍDEO

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Além do anúncio do reajuste dos preços de gasolina e óleo diesel, a Petrobras também confirmou aumento no preço do gás liquefeito de petróleo (GLP), o gás de cozinha. Com o quilo do combustível passando para R$ 3,60 nas refinarias, a expectativa do Sindicato dos Revendedores autorizados de Gás Liquefeito de Petróleo (Singás) é que o botijão de 13 kg, correspondente a 90% do consumo, passe a ser comercializado na capital potiguar entre R$ 100 e R$ 106, um aumento de até seis reais em relação à cotação anterior.
Como vem fazendo após cada anúncio de reajuste dos preços, o sindicato demonstrou repúdio com a informação e destaca que a prática volta a ocorrer pela falta de concorrência da Petrobras.
Mesmo zeradas as alíquotas dos tributos federais PIS e COFINS incidentes sobre a comercialização de GLP quando destinado para uso doméstico e envasado em recipientes de até 13 quilos, conforme decreto nº 10.638/2021, os preços não pararam de subir. Esse é o 16º reajuste consecutivo no preço do botijão de gás é o 6º de 2021.
O GLP é um derivado do petróleo e, como se trata de preço de combustível fóssil, sofre com as variações cambiais e dependência do mercado internacional. Além disso, o gás de cozinha é negociado em dólar e a alta do preço do petróleo vem anulando a valor.

Vídeo: