Notícias

Assembleia vai suspender salário de servidor que recusar vacina

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os servidores da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) que não tomarem vacina contra Covid-19 poderão ter os salários suspensos e o acesso a empréstimos proibido. É o que prevê um projeto de resolução da Mesa Diretora que será votado nesta terça-feira (28).

Há a previsão ainda de abertura de um processo administrativo disciplinar para trabalhador que decidir não ser imunizado, apesar de estar apto.

O texto dispõe sobre o retorno gradual das atividades na Casa de Epitácio Pessoa.

A previsão é que os trabalhadores voltem a exercer o trabalho no legislativo estadual a partir da próxima terça-feira, 05 de outubro. O expediente será às terça e quarta-feira das 08h às 13h.

Para que possam retornar às atividades presenciais, os funcionários terão que ter completado o esquema de imunização há 28 dias. O prazo deverá ser comprovado pelo cartão de vacinação.

Apesar da resolução, apenas 30% dos servidores terão acesso à Casa.

O servidor que apresentar sintomas da Covid-19 ou teste positivo para doença deverá permanecer afastado.

Jornalistas credenciados e convidados só poderão entrar nas dependências da ALPB mediante autorização da Mesa Diretora. Já o público externo seguirá sem poder participar das sessões.

MaisPB