Notícias

Sérgio Cabral é condenado pela justiça por uso indevido de helicóptero do estado do RJ

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Justiça do Rio de Janeiro condenou o ex-governador Sérgio Cabral (MDB) e Adriana Anselmo, sua ex-esposa, por crime de peculato pelo uso particular de helicópteros do governo do Estado para o transporte de familiares e amigos. O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou o ex-casal em 2018 depois de concluídas as investigações. Cabral foi acusado de ter utilizado o helicóptero em mais de 2 mil voos particulares, durante os dois mandatos como governador. Já Adriana Anselmo foi denunciada por se beneficiar dos voos em, pelo menos, 220 vezes. De acordo com o MPRJ, a maioria dos voos tinha como destino o condomínio do ex-casal, em Mangaratiba (RJ).

Sérgio Cabral foi condenado a 11 anos e oito meses de prisão, e a ex-primeira-dama Adriana Anselmo a oito anos e quatro meses de reclusão. A decisão é do juiz André Felipe Veras de Oliveira, da 32ª Vara Criminal do Estado. A defesa do ex-governador informou que vai recorrer da decisão.