Notícias

Manifestantes vão as ruas em atos contra Bolsonaro na Paraíba

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Grupos de manifestantes se reúnem em cidades da Paraíba em atos contra medidas do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) na manhã deste sábado (2). Em João Pessoa, a concentração do protesto teve início por volta das 9h, no colégio Lyceu Paraibano, no Centro. O grupo saiu em caminhada, após às 10h, passando pelo Parque da Lagoa, com o destino final sendo o Ponto de Cem Réis.

Em carreata, outro grupo saiu da Praça da Independência e encontrará o restante no destino final. As Avenidas General Osório, Presidente Getúlio Vargas e o cruzamento da Almirante Barroso com Rua Princesa Isabel passaram por bloqueio pela Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob-JP). Entre as reivindicações, cartazes contra os aumentos de combustíveis, produtos alimentícios e gás de cozinha. Protestantes homenagearam, ainda, as vítimas da Covid-19 e pediram o impeachment do presidente.

Os manifestantes usam máscara, em sua maioria, mas não há distanciamento social. Ato chegou ao fim por volta de 12h30, com dispersão dos manifestantes.

Campina Grande

Em Campina Grande, região do Agreste, os manifestantes começaram a se concentrar às 9h na Praça da Bandeira, no Centro da cidade, e estão caminhando pelas ruas laterais, antes de voltar à praça. A agenda do ato se assemelha a de João Pessoa, e pede ainda celeridade no processo de vacinação.

Patos

No município de Patos, Sertão do estado, grupos contrários ao presidente Jair Bolsonaro se reuniram para ato sem caminhada na Praça Cícero Sulpino. A mobilização teve início às 8h.

Os manifestantes seguravam faixas contra o presidente e sindicatos e representantes de movimentos sociais fizeram algumas falas.

Cajazeiras

Já em Cajazeiras, também no Sertão, os manifestantes promoveram uma caminhada com início às 9h, nas Oiticicas. Entre as palavras de ordem estavam o combate ao desemprego, aumentos de gás, gasolina e energia elétrica.