A sua fonte segura de informação!

Notícias

Veneziano revela não saber sobre possível filiação de Lindolfo no MDB

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Diante das informações que circularam na manhã desta terça-feira (19), dando conta que a assessoria do secretário-chefe de Estado, Roberto Paulino, divulgou uma nota à imprensa na qual anunciava a filiação do deputado estadual sousense Lindolfo Pires, atualmente no Podemos, ao MDB gerou reações do presidente da sigla na Paraíba o senador Veneziano Vital do Rego.
Informações da assessoria do próprio Veneziano informou que o político não tinha conhecimento dessa hipotética filiação de Lindolfo ao partido. Ou seja, Roberto Paulino articulou por conta própria sem o assentimento do líder da sigla na Paraíba e ainda divulgou uma nota como se tudo estivesse nos conformes, segundo adiantou o jornalista Décio Alcântara em seu blog.
Outro fato que chama a atenção nesse “estranho” anúncio da possível filiação de Lindolfo Pires ao MDB, está relacionada com a política da cidade de Sousa, principal reduto eleitoral do deputado, onde ele mantém uma rivalidade ferrenha com um já conhecido membro da legenda, o ex-prefeito e deputado André Gadelha, atualmente presidente da sigla em Sousa.
Ainda sobre a possível filiação de Lindolfo ao MDB, de acordo com o blog do Décio, uma fonte ligada ao Governo do Estado estranhou a estratégia do secretário-chefe em operar para a retirada de um deputado da base governista e colocá-lo num partido que ainda não tem a confirmação se estará com João Azevêdo nas eleições de 2022. Para aliados do atual governo, o caminho natural de Lindolfo deveria ser o Cidadania, partido do governador no estado.
Vale lembrar que em meio à crise que poderá se confirmar um rompimento entre Veneziano e João Azêvedo, o senador Vital, presidente da legenda na Paraíba, convocou todos os membros do partido para uma reunião na sede da agremiação em João Pessoa para a próxima sexta-feira para deliberar sobre o apoio do MDB ao projeto político do governador João Azevêdo que busca sua reeleição no ano que vem.