A sua fonte segura de informação!

Notícias

Sessão na câmara de Marizópolis gera polêmica e fato inusitado chama atenção

Na última sexta-feira (19) aconteceu a seção na câmara municipal de Marizópolis e teve um fato inusitado:Um projeto de lei de propositura do vereador Allan Wagner de nomeação para uma praça pública no município de Marizópolis teve uma reviravolta.
O fato é que o Prefeito de Marizópolis Lucas Braga não apoia o vereador da situação Allan com sua propositura em homenagear Santo Alvino porque já tinha prometido em homenagear o líder político marizopolense Chagas de Júlio de saudosa memoria, e esse problema vem acontecendo a mais de 10 dias, o prefeito fez uma reunião com os cinco vereadores da situação e o vereador Allan esteve presente e ficou combinado de todos se absterem do voto só não o vereador Allan, e os vereadores da situação se abstendo do voto, o projeto de lei seria derrotado, pois precisava de 5 votos, a oposição garantiu 3 votos para o projeto do vereador com o voto vereador do mesmo somava 4 votos e ficava faltando apenas 1 para que fosse aprovado.

Mas nós finais, aconteceu que o vereador da situação trabalhou mais 1 voto da situação para aprovar o projeto dele e foi o que ele conseguiu, o voto do vereador Júnior Lins sobrinho do ex-prefeito Zé de Pedrinho e na conta somava 5 votos e o projeto do Vereador Allan foi aprovado mesmo sem a aprovação do prefeito para homenagear Santo Alvino.
O projeto gerou polêmica nas redes sociais até uma ex-candidata a Prefeita de Marizópolis Bivania Araújo que é sobrinha do homenageado que o prefeito queria veio nas redes sociais desabafar contra os vereadores da situação, chamando-os de traidores e vereador de um mandato só.