A sua fonte segura de informação!

Notícias

RN deve receber 1º lote de vacinas para imunização de crianças contra Covid nesta sexta-feira (14), diz Ministério da Saúde

O Rio Grande do Norte deverá receber o primeiro lote de vacinas contra Covid-19 voltadas para crianças de 5 a 11 anos de idade na madrugada desta sexta-feira (14), segundo divulgou o Ministério da Saúde.

O primeiro carregamento da fabricante Pfizer voltado para o público infantil, com 1,2 milhão de doses, chegou ao país na madrugada desta quinta-feira (13), no aeroporto de Campinas, em São Paulo.

Já o voo que deverá transportar os imunizantes da Pfizer de Campinas para Natal tem previsão de chegar por volta das 2h, segundo o governo federal.

Em suas redes sociais, a governadora do estado, Fátima Bezerra (PT) disse que o estado deverá receber 20,9 mil doses de vacinas para dar início ao processo de imunização deste público.

A previsão da Secretaria Estadual de Saúde é que, após a distribuição aos municípios, a imunização do público seja iniciada na próxima segunda-feira (17) no estado.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o público estima de pessoas com idades entre 5 e 11 anos é de cerca de 300 mil pessoas. Portanto, seguindo orientação da União, a vacinação deverá ser iniciada pelas crianças com comorbidades e por faixa etária, começando pelas que têm 10 e 11 anos.

De acordo com a Sesap, devem ser priorizadas as que possuem condições crônicas de cardiopatia, pmeumatopatia, hepatite, doenças renais, imunodepressão, asma, doenças neurológicas, obesidade, sindrome de down e diabetes.

Ainda de acordo com o governo estadual, o Ministério da Saúde ainda deverá lançar uma nova nota técnica com detalhando as especificações sobre o público que será priorizado.

Vacinação
O Ministério anunciou no dia 5 de dezembro as regras para a vacinação de crianças e confirmou que não haverá exigência de receita médica.

Em dezembro, o RN já havia anunciado que não exigiria a prescrição. De acordo com a Sesap, a medida segue a orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que aprovou a utilização do imunizante da Pfizer para esse público no Brasil.

A Sesap informou que a logística para a campanha já está preparada e será colocada em prática, à medida que as doses cheguem ao estado.