A sua fonte segura de informação!

Notícias

Aluna é presa suspeita de botar fogo na colega em escola após bullying devido bronzeamento

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Vítima teve queimaduras em cerca de 70% do corpo e foi encaminhada ao hospital. Segundo a PM, jovem reagiu a críticas sobre seu bronzeamento

Goiânia – Uma estudante de 19 anos foi presa na quinta-feira (31/3) suspeita de atear fogo ao corpo de uma colega dentro de uma escola na capital goiana. De acordo com a Polícia Militar (PM), a suspeita disse que praticou o crime depois de sofrer bullying por conta de seu bronzeado.

O Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), para onde ela foi levada pelo Corpo de Bombeiros, informou que o estado de saúde da aluna é grave e que ela respira com ajuda de aparelhos na unidade de terapia intensiva (UTI).

O Corpo de Bombeiros informou que a vítima teve queimaduras de 1º e 2º graus em cerca de 70% do corpo.

A agressora disse à PM que, no dia anterior ao crime, a vítima tinha feito comentários pejorativos sobre o seu bronzeamento e, por isso, levou álcool, facas e isqueiro para a escola.

Na fila da merenda
Segundo relatos colhidos pela PM no local, a vítima estava na fila da merenda no momento em que a agressora se aproximou por trás.

Em seguida, de acordo com os relatos, a agressora jogou álcool na colega e ateou fogo. Funcionários da escola socorreram a aluna e chamaram o Corpo de Bombeiros.

Internação
A equipe de bombeiros, em seguida, levou para o hospital, onde segue internada em estado grave.

Em nota ao Metrópoles, a Secretaria Estadual de Educação de Goiás (Seduc-GO) informou que uma equipe de saúde acompanha e dá suporte aos familiares da vítima.

Outros servidores, segundo a pasta, atuarão diretamente na unidade escolar para acolher e acompanhar os demais alunos. A secretaria também disse que realizará uma apuração interna sobre a ocorrência.