A sua fonte segura de informação!

Notícias

PCdoB critica PT por não garantir vice governador na chapa nem na suplência de senador

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) do RN aprovou uma resolução em reunião da Comissão Política Estadual realizada na quarta-feira, 20, e divulgou nesta nota nesta segunda-feira, 25, sobre alguns pontos debatidos, chamando a atenção pela insatisfação e crítica em relação ao PT, que além de não manter o vice-governador Antenor Roberto (PC do B) como companheiro de chapa na tentativa de reeleição da governadora Fátima Bezerra, ainda sinaliza que pode alijar Antenor até mesmo da primeira suplência de senador, espaço pleiteado pelo partido como compensação. O candidato ao Senado da chapa de Fátima será, ao que tudo indica, o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT).


“Antenor Roberto sintetiza o compromisso do PCdoB com o esmero e com o desenvolvimento potiguar, portanto, contributivo para o êxito do Governo Fátima Bezerra. Um empenho sustentado, além das convicções programáticas, pela participação do Partido no atual espaço majoritário: A vice-governadoria e a primeira suplência do Senado Federal. Contudo, contraditando essa trajetória contributiva política e administrativa, o Partido foi informado pela Governadora – ancorada numa decisão nacional – que o atual Vice-Governador, Antenor Roberto, não estará mais presente na futura chapa com a candidata Fátima Bezerra. Ao mesmo tempo, também surpreendente, o Partido dos Trabalhadores ameaça a continuidade do PCdoB na primeira suplência para o Senado Federal”, registrou a nota, de maneira direta.


Ao fim da nota, o partido ainda sustenta a repetição da chapa, embora tudo indique que o candidato a vice de Fátima será o deputado federal Walter Alves (MDB), dentro da aliança nacional que o PT vem fazendo com o emedebismo, principalmente nos estados do Nordeste. “O PCdoB, fiel aos seus princípios, identidade e compromissos, reafirma a sua convicção de que a reeleição da Governadora Fátima Bezerra/Antenor Roberto é uma necessidade histórica que se impõe, que a aglutinação de forças políticas são indispensáveis para essa efetivação e que, sob essa estratégica direção, deve-se superar os atuais obstáculos que dispersam as energias das forças políticas comprometidas com um futuro próspero e justo para o povo potiguar.”