Notícias

“Situação de Cajazeiras é grave e crítica”, alerta CRM – VEJA VÍDEO

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM-PB), João Modesto Filho, e o diretor de fiscalização, Bruno Leandro de Souza, reuniram-se de forma remota na manhã desta quinta-feira (27) com diretores técnicos das unidades de saúde de Cajazeiras, no Sertão paraibano. Conforme os diretores do Hospital Universitário Júlio Bandeira (HUJB), do Hospital Regional (HRC), do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) os serviços estão trabalhando acima da sua capacidade máxima de internamento, com leitos de enfermaria e UTI lotados.

“A situação de Cajazeiras é extremamente grave e crítica. Os médicos nos relataram que as macas do Samu estão sendo retidas nos hospitais por não haver mais leitos para colocar pacientes. Atualmente, não há possibilidade de expansão de leitos, seja por falta de espaço físico ou de equipe de profissionais”, afirmou João Modesto Filho.

O diretor de fiscalização do CRM-PB destacou que “a cidade pede socorro”. Bruno Leandro afirmou que o CRM-PB já solicitou que os hospitais façam as transferências de pacientes pela Regulação de Leitos do estado para as outras macrorregiões. “Além disso, encaminhamos um pedido de apoio ao Ministério da Saúde, no envio de novos leitos, equipamentos e recursos humanos. Também enviamos documento à Secretaria Estadual de Saúde, solicitando a expansão de leitos”, explicou.

Bruno Leandro destacou que o CRM-PB vai continuar acompanhando a situação dos serviços de saúde do estado, apoiando os médicos e buscando alternativas para um atendimento digno à população. “Esperamos que a população colabore, seguindo as medidas sanitárias. Vamos solicitar também que os municípios vizinhos conduzam os seus pacientes com quadros mais leves em suas próprias unidades de saúde”, afirmou o representante do CRM-PB em Cajazeiras, o médico Pablo Leitão.

Vídeo:

MaisPB